terça-feira, 28 de abril de 2009

Viagem a Jaisalmer e a Jodpur

No passado fim-de-semana fui até ao deserto, até Jaisalmer com a Tonia, Olga e o Floris. Partimos de Jaipur às 24h e chegámos a Jaisalmer às 14h, sendo que o comboio se atrasou 3 horas... Mal entrei no comboio, fiquei um pouco estarrecida com a maneira como os indianos organizam as carruagens, pelo menos na parte "sleeper", que foi a classe onde fomos. Há pelo menos 3 pisos de camas.... Nao consigo explicar muito bem.... Talvez nas fotos se consiga ver melhor...

Comecamos a sentir areia a entrar na carruagem, o que significava que estavamos mesmo no deserto. Mal chegamos á paragem, montes de pessoas nos queriam impingir transporte nao-ei-para-onde. Nós já tinhamos um jipe á nossa espera de um homem cujo contacto nos tinha sido dado pelo Rajeev, um rapaz indiano nosso amigo em Jaipur. Se nao fosse indiano, era frances... Tinha um bigode com as pontas arredondadas e se acontecia algo inesperado, ele dizia "oh lá lá"! Chegamos ao alojamento dele para tomar banho e mal acabamos, la fomos novamente de jipe mas agora para o deserto profundo... Deserto é como quem diz... Há areia e faz imenso calor mas há vegetacao, arvores, ovelhas, carneiros, veados e pessoas... Andamos de camelo e vimos o por-do-sol nas dunas... A noite foi passada num outro alojamento que tinham sobre as estrelas brilhantes. Foi uma noite mágica e maravilhosa!

No dia seguinte, era suposto termos acordado cedo para vermos o nascer do sol mas nao conseguimos acordar. Por volta das 8:30 continuamos com a nossa caminhada de camelo mas fazia calor como se fosse 13h... De tanto andar de camelo fiquei com o rabo dorido! Por volta da hora de almoco parámos na sombra de umas arvores e os homens que foram connosco cozinharam para nos chapati e vegetais... Foi mesmo giro! Consegui ainda falar com as ovelhas e com os camelos (pelo menos tentei imita-los e parece que eles me percebiam porque respondiam de volta :P)... Como fazia tanto calor, so partimos ás 15h da tarde... Calor entenda-se 42C... NO final da tarde ainda fomos tentar ver o forte mas o museu estava fechado... Demos umas voltas e ficamos a olhar para um concurso de papagaios-de-papel... Pelo menos agora percebo a logica do jogo! As 23h voltamos a estacao de comboios mas agora em direcao a Jodpur.

Chegamos a Jodpur às 5h e vagueamos a manha inteira para ver algum restaurante aberto. Mal tomamos o pequeno-almoco fomos caminhando em direccao ao forte. Fizemos uma visita com direito a guia auditivo. A visita foi muito gira e bastante interessante... Almocamos, visitamos o mercado (fiz a minha primeira compra na India: uma pulseira para o tornozelo e uma pulseiras) e voltamos de novo para a estacao, ás 20h, de regresso a Jaipur, onde chegamos às 2h... Fui trabalhar mas estava tao cansada que adormeci à medida que ia lendo os relatorios que me foram dados....

Fotos do fim-de-semana: aqui.

Comida e bebida parte II


Em resposta ao apelo do meu pai, coloco aqui uma foto de comida indiana e um video de como comer este tipo de comida na Índia.


Enjoy!


video

sexta-feira, 24 de abril de 2009

Comida e bebida

Acho que ainda nao vos falei sobre o que se come por aqui.
A comida indiana é todo um mundo por descobrir. Há imensos sabores, diversos alimentos e condimentos, obviamente! Tanto podemos encontrar comida muita picante como normal... O melhor a fazer é sempre pedir sem picante, pois, caso contrario, o pior que pode acontecer é ficarem a queixar-se do picante a refeicao toda.

Ate agora, comi pouca carne, o que eu previa... Bife nem ve-lo na terra onde as vacas sao sagradas. No inicio dava tudo para comer um bom bife. Agora, ja estou habituada! :)

A maior parte das coisas come-se com päo (chapati ou roti). Ha tambem arroz, que da para misturar com alguns molhos e recheios. Ja aprendi a comer com as maos pois garfo e faca, so muito raramente! Ate é giro :D

A fruta é super barata: mangas, melancia, uvas, macas, papaia, etc... Os sumos sao muita bons e sao ainda melhores quando fresquinhos, para matar a sede que se sente por aqui... Ha tambem os lassis que sao um especie de iogurte liquido com sabor (nao consigo explicar muito bem)...

Vegetariana, talvez por alguns meses. Ja me tentaram converter mas nao sei.... :P

O que se tem passado ultimamente?

Estou a ver que anda muita gente desejosa de saber coisas minhas... Fico feliz por saber disso :)
Por aqui, vamos andando. Sem problemas estomacais, o que é optimo!
Novidades:
- Este fim-de-semana vou a Jaisalmer (deserto). Devem estar uns 44C (calor à fartazana) mas vou andar de camelo e ver o por-do-sol no deserto. Vai ser demais! (assim o espero!)
- Chegou um rapaz ingles a Jaipur. Esta a trabalhar comigo na mesma ONG. Chama-se Stefan e tem uma historia de vida um pouco confusa: a avo é indiana, portanto a mae tambem o é, o pai é alemao... Portanto, ele tem uns tracos indianos, o que é sempre bom para mim porque, como vou com ele para o trabalho e regresso do trabalho, ja nao tenho tantos olhares sobre mim. O mais engracado é que, quando os condutores de riquexo falam comigo em hindi (o que nao percebo!), olham para ele na tentativa de ele perceber, mas ele tambem nao sabe nada de hindi
- Chegou hoje tambem ua rapariga inglesa chamada Amy. Neste momento, estamos 8 pessoas a viver na mesma casa. Tudo indica que a partir de agora, é sempre a aumentar....
- Ja comeco a fazer amigos entre os condutores de riquexo, o que é muita bom, porque ja nao preciso de dizer para onde quero ir (pelo menos o sitio da minha casa e do trabalho)... Agora é ve-los "á bulha" para conseguir levar-nos!

domingo, 19 de abril de 2009

Como se passou o ultimo fim-de-semana?

Este fim-de-semana fiquei em Jaipur. Decidimos ficar por cá e explorar um pouco mais a cidade.
No sábado fui trabalhar (trabalho alternadamente aos sabados e como vou tirar o proximo para ir a Jaisalmer, ao deserto, decidi compensar a ONG). Estive a redigir um relatorio dos anos 2004-2005. Leio relatorios anteriores e compilo tudo num... A meio da tarde, um dos trabalhadores, Alchilesh, pediu-me para ensinar ingles ao outro, contabilista (nao sei o nome)... Bem tentei mas o tempo era muito curto e estavamos ambos a trabalhar. Ensinei-lhe algumas frases como "I love money", "I´m a very serious person" e entre outras. Eles ensinaram-me coisas como "Quero beber chá", "Quanto custa?" e "Posso ir embora?" em hindi. Agora, todos os dias acrescento mais umas duas expressoes a lista.

No sabado a noite fomos para um cafe assistir a um jogo que cricket. Os indianos sao doidos por este desporto. Tentei perceber as regras mas desisti. É muito parado para o meu gosto e tem muitos termos tecnicos que nao percebo... Dizem que é parecido com basebol mas tambem nao percebo nada de basebol :)

No domingo, queria ter ido a missa mas nao me consegui me levantar. A missa era as 8h da manha. Depois fomos para a piscina de um hotel, para refrescar do enorme calor que se sente por aqui. No final do dia, estivemos a celebrar a Pascoa de acordo com as regras ortodoxas: cozer ovos e pinta-los... Nunca tinha ouvido falar mas foi optimo esta partilha de culturas :)

sexta-feira, 17 de abril de 2009

Morada na Índia

Para quem quiser me contactar, enviar cartas, postais, fotos e tudo que acharem pertinente para matar saudades de Portugal, dos amigos e da familia, a minha morada é a seguinte:

788, Ashok Chowk, Adarsh Nagar, Jaipur - 302004 (Rajasthan), India

Vou ficar à espera das vossas mensagens :)




quinta-feira, 16 de abril de 2009

Coisas estranhas nesta terra

Ha cada coisa:
  1. Para adquirir um cartao de telemovel indiano é preciso entregar uma cópia do passaporte e uma foto tipo passe, para alem de preencher um formulario que eles dao. Como nao dei a minha morada portuguesa correcta (so pus Lisboa, Portugal), eles bloqueram-me a recepcao e envio de chamadas e sms. Na passada terca-feira fui a loja onde comprei o cartao e eles disseram-me que ontem a noite ja deveria estar a funcionar. Tentei hoje o dia todo e nada! Vou ter de ir la outra vez e ameacar o homem! Ainda nao sei muito bem que argumentos utilizar mas basta levantar o dedo que eles piam baixinho :P
  2. No trabalho, em cada documento, a Mrs. Garg, a secretaria da ONG e a senhora que manda, faz as suas correcoes a lapis (ao contrario de Mocambique, em que reparei que, mesmo na escola primaria, as criancas so usam caneta e nao lapis... Sera um sinal de evolucao?). Depois de cada correcao, vamos para o computador corrigir tudo e imprimir novamente. Depois de impresso, ha que mostrar novamente a senhora... Com isto, matam-se milhares de arvores so para imprimir rascunhos ate a versao final!
  3. Parece que eles ainda nao conhecem o ar condicionado. Ontem esteve para ai uns 35 graus, o que foi horrivel e como a tendencia e para piorar, ja comecaram a trazer para o escritorio os "coolers", umas maquinas gigantes, com uma ventoinha movida a agua e que faz imenso barulho. Quando a Mrs. Garg precisa de atender o telemovel, tem alguem de ir desligar a tal maquina que esta no corredor porque nao cabe entre a porta do escritorio.
  4. Sinais de transito, nem ve-los! É ve-los a irem em contramao, ver dois carros a ultrapassar ao mesmo tempo indo no mesmo sentido, pessoas a cuspir das janelas e a atirar coisas (lixo, entenda-se)
  5. Todas as casas e escritorios tem ventoinhas... Sem elas, morreriamos de calor! Ja nao via uma ventoinha ha imensos anos!
  6. No trabalho, para passar documentos de um computador para outro usa-se a disquete, tao famosa "floppy"! Com todo este equipamento pre-historico, parece que regredi imensos anos e que ja vivi outros tantos. Afinal de contas, a disquete foi abolida ha meia duzia de anos... Reencontrei-a no outro lado do mundo! Agora digo: "Viva a pen"!
  7. Ha um zoo em Jaipur mas para que pagar um bilhete se se pode encontrar o zoo todos os dias na rua? Todos os dias se ve vacas, camelos, burros, cavalos, macacos, esquilos, caes e algumas vezes elefantes e bufalos! As vacas sao pacificas... Tenho mais medo dos macacos!
  8. Muitas mais coisas que vou contando por aqui.....

terça-feira, 14 de abril de 2009

Fotos da minha casa, da India e de alguns fins-de-semana

Finalmente as fotos tao aguardadas por voces!!!
Muitos de vos me tem pedido fotos, principalmente o meu pai :p
Vamos comecar pelas da casa. Em termos gerais, ha uns quantos quartos. Comigo moram uma rapariga suica, uma alema, uma ucraniana, dois rapazes indianos e chegou entretanto a minha companheira de quarto, uma rapariga da Dinamarca chamada Louise. Depois temos uma varanda, com uma mesa e algumas cadeiras para o pessoal estar... Temos tambem um cozinha e duas casas-de-banho, uma com uma sanita marroquina e outra europeia.

Este fim-de-semana fui a Rishikesh, uma cidade noutra provincia, um pouco a norte de Delhi. Fui com a Olga, a rapariga russa e com o Floris, um rapaz da Holanda. Demoramos umas 10 horas de autocarro, sempre aos solavancos e com uma calor descomunal (quem me dera estar agora em Portugal, onde esta fresquinho). Estivemos hospedados num alojamento gerido por uma familia, com muito boas condicoes e com uma vista soberba para o rio Ganges. Como devem saber, os hindus veneram o rio Ganges, entao ha imensas pessoas que se banham no rio e que fazem rituais ao longo as margens dele. Este local tambem e conhecido pelos ashrams, pelo ioga e pelas medicatoes. Ha inclusive um ashram onde esteveram os Beatles e diz-se que eles escreveram algumas musicas enquanto ca estiveram. Depois, aproveitamos tambem para fazer um pouco de rafting. Foi magnifico! Nunca tinha feito e faze-lo neste rio em particular, imaculado, porque ele nasce nos Himalaias, foi incrivel! Tinha uma cor fantastica (entre um verde cristalino e um azul clarinho) rodeado de montanhas... Foi optimo para descansar da confusao de Jaipur... Ainda vimos muitos estrangeiros, o que confortante :P.

Numa celebracao religiosa encontrei um amigo, o Ze, que foi comigo pelo PUMAP no verao passado. Pensei que ele estava no sul porque foi o que me disse, na ultima vez que falei com ele. Eis senao quando oico uma voz durante a celebracao e olho para ele! Foi tao giro! Ver uma cara conhecida naquela imensidao de pessoas... Foi uma grande coincidencia! Por volta desta altura, ele ja deve estar em Portugal. Foi mesmo engracado.

Fotos, todas elas, estao aqui.

quinta-feira, 9 de abril de 2009

Sobre o meu trabalho

Trabalho numa ONG chamada Bal Rashmi que tem actividades relacionadas com mulheres e criancas, mais principalmente focadas no microcredito, na educacao, na saude, no apoio a viuvas, etc... E muito giro porque tive o primeiro contacto com essas actividades quando estava na faculdade e e um grande privilegio estar numa ONG que as aplica na realidade.

Nestes ultimos 3 dias so li relatorios de actividades da ONG e corrigi o ingles de um deles. Hoje foi o dia mais cheio: de manha estive na contabilidade (fiz um trabalho em 5 minutos e os indianos ficaram todos a olhar para mim, todos espantados), depois estive a corrigir o relatorio no computadopr (um daqueles modelos pre historicos, que tive quando era pequena - foi um atrofio porque as teclas estavam quase todas encravadas e trocadas) e no final estive a analisar uma proposta a entregar a UNICEF mas ainda nao percebi nada daquilo....

Enfim, e o que me espera amanha!

terça-feira, 7 de abril de 2009

Primeiros dias de trabalho

Bem, como vos disse, hoje foi feriado, portanto, so trabalhei da parte da manha.
Cheguei antes da directora e comecei por acabar o que tinha comecado ontem, ou seja, a correccao do ingles de um relatorio da ONG. Depois foi para o gabinete da directora ver fotos das actividades da ONG porque o relatorio vai ter ilustracoes sobre as varias actividades.

Quando acabei, estive a ler mais relatorios... Nessa altura, a directora , a Alice Garg, estava a ditar um email em ingles para uma senhora italiana em resposta ao terramoto de ontem na Italia e um homem estava a escrever.. Pouco depois, la vinha ele com o email impresso para ela dar os ultimos retoques... Parecia mesmo os velhos tempos em que as pessoas importantes ditam as coisas e os empregados escreviam...

Entretanto, vamos discutindo o que ver neste fim-de-semana. A primeira opcao e ir ate ao deserto. Vamos la ver se o plano se concretiza :)

Espero que a viagem a Taize , para aqueles que estao la, esteja a ser espectacular. Por momentos, ainda reflicto sobre o que estaria a fazer se estivesse la... Mas tambem estou a aproveitar o momentos por aqui... hehehe

segunda-feira, 6 de abril de 2009

Ultimos acontecimentos

No ultimo fim-de-semana estive em Pushkar, uma vila a 3 horas de distancia de carro de Jaipur. Fui com a Tonia (ucraniana), a Olga (russa) e com 2 rapazes indianos da AIESEC. Pushkar e conhecida por ser um local com bastante significado religioso, onde varias pessoas vao la em perigrinacao. Ha tambem varios estrangeiros porque a vida e super barata la e pode encontrar-se tudo l, tudo mesmo! E tambem um sitio muito bom para fazer compras, de roupas principalmente, porque ha imensa varidade e e tudo muito barato.

Hoje, 2a feira comecei a trabalhar na ONG (Bal Rashmi). Fiz principalmente trabalho de contabilidade, li alguns relatorios sobre as actividades da ONG e estive a corrigir o ingles de um relatorio que esta a ser escrito. Ou seja, o primeiro dia foi muito soft... Amanha e feriado aqui (nao percebo muito bem o significado desse feriado porque nem todas as organizacoes fecham), portanto, so trabalho de manha... Daquilo que percebi da senhora, Alice Garg, vou escolher fotos para ilustrar o relatorio.... Vamos la ver se isto se concretiza :)

sexta-feira, 3 de abril de 2009

Alguns conhecimentos sobre a India

Como estou com algum tempo, decidi escrever um segundo post. Ha que aproveitar estes raros momentos para vos por a par dos acontecimentos.

A vida neste pais e bastante diferente da da ocidental. Por exemplo, as casas de banho sao do genero marroquinas, portanto, com um buraco no chao, e nao ha papel higienico. Ha so uma torneirinha e um baldinho de lado, para as pessoas se lavarem. Por enquanto, ainda tenho lencos e papel higienico que trouxe de Portugal. Quando acabar, vou ter de arranjar uma alternativa porque nao gosto muito desse sistema pre-historico :)

Neste seguimento, os indianos usam a mao esquerda para completar este servico e a mao direita para comer e cumprimentar as pessoas. Ja comi com as maos (arrox, roti, ...) e e uma sensacao estranha mas agradavel.

Tem uma conducao um pouco perigosa para os nossos padroes. Sempre que ha um buraco, tanto abrandam para passar por cima, como andam aos ziguezagues para o contornar. Os carros, as motos e os riquexos nao tem espelhos retrovisores, portanto, eles estao sempre a abusar da busina para avisar o veiculo da frente, tal como as pessoas que andam na rua, que estao a andar na estrada. Ha paginas tantas, ouvem-se tantas buzinas que a cabeca comeca a latejar... O fumo tambem e intenso. A primeira vez que andei de moto foi aqui, porque e o meio de transporte mais usado, como vos disse anteriormente.... So aventuras!

Sempre que conhecemos alguem indiano, para mostrar algum respeito, dissemos NAMASTE e juntamos as maos. Ja aprendi algumas palavras em hindi, mas muito poucas porque sao muito diferentes das nossas. E os nomes das pessoas??? Uiiiiii... Fico toda atrapalhada quando tento repetir os nomes... Ha cada nome!

Temos de estar sempre a beber liquidos porque o clima daqui e muito seco... E preciso tambem estar muito atento a garrafa e ver se ela foi aberta anteriormente ou nao, porque eles tendem a reciclar as garrafas e a re-enche-las. Depois, o nosso estomago e que sofre!

Bem, vou contanto mais coisas, ha medida que me vou lembrando :)

Resumo da semana

Pois bem, parece que so venho ca poucas vezes. Nao e dificil ter acesso a net mas e chato incomodar as pessoas (desculpem a falta de acentos mas o teclado indiano nao tem dessas coisas).

O jantar na casa da rapariga indiana foi muito bom. Ela chama-se Aaayushi e e muito simpatica. Primeiro, uns amigos dela e ela foram-me buscar a casa e fomos ate a escola dela de moto (aqui e super normal eles guiarem motos. Toda a gente tem uma moto, seja ela scooter ou de maior potencia... Carros nao se veem muitos... Ve-se mais motos, bicicletas e imensas pessoas, tudo misturado). O jantar estava muito saboroso. A familia dela cozinhou-me uma comida especial porque ela fez questao de me perguntar se gostava de picante e eu disse que nao, porque o picante daqui e mil vezes mais potente que o de portugal. Serviram-me uma entrada (dahi badde) (a Aaayushi esta aqui mesmo ao meu lado e foi ela que escreveu porque eu nao faco a minima ideia de como se escrever estas coisas indianas..) e depois um prato que tinha arroz e um roti, juntamente com tacinhas com diversos conteudos, para misturar com o arroz... Eram bastante saborosos e muito diferentes da comida portuguesa... Nenhum era parecido com o caril que nos conhecemos...

O cha daqui e fantastico porque eles juntam leite. Fica mesmo bom. Depois tambem ha o lassi, que e uma bebida mais fresquinha, feita de leite

Quarta-feira tivemos um jantar com os estagiarios que estao em Jaipur. Para alem das pessoas que vivem comigo, conheci uma rapariga russa, a Olga, que trabalha numa agencia de viagens. Conheci tambem pessoal indiano, muito simpatico. Ate agora, somos 5 estagiarios estrangeiros em Jaipur mas dizem que vao chegar mais uns quantos nas proximas semanas.

Ontem, 5a feira, supostamente ia a uma partida de criquete, onde ia jogar um rapaz que foi ao jantar, logo pela manha, mas encontrei uma rapariga chinesa la em casa. Estava em Jaipur so de passagem, porque tinha estado em Delhi a fazer um estagio. Agora, estava a conhecer algumas cidades antes de voltar para a China. Portanto, como ainda nao tinha visto muitas coisas em Jaipur, fui com ela numa visita guiada pela cidade. Vimos muitos monumentos caracteristicos, como o City Palace, Jantar Mantar, Bilra Mandir, e alguns fortes. A historia indiana e mesmo fascinante: as roupas, os maranjas, as armas, as fortalezas... Jaipur esta numa regiao muito seca porque no Rajistao (a regiao) ha um deserto, entao, ha imensa areia por todo o lado e quando levanta vento, la levamos com areia na cara e nos olhos... Foi muito giro. Ha tambem um palacio que esta rodeado de agua... Parece um sonho... Tiramos imensas fotos mas neste momento, nao as tenho comigo. Espero que num futuro proximo, as possa colocar aqui.

A vida aqui e muito diferente. O meio e transporte e o riquexo, que pode ser de motoreta ou de bicicleta. Temos sempre de negociar o preco porque, como somos estrangeiros, eles tendem sempre a aumentar um pouco mais. Ja tenho treino na negociacao por causa de Mocambique, portanto, nao e assim tao dificil para mim...

Os tecidos e as roupas sao lindissimas. As mulheres usam saris, que e um tecido de uma peca unica que vais desde a cintura ate a cabeca. Ontem aprendi como e que se usa um sari mas vou precisar de mais treino...

Em termos monetarios, a vida nao e cara: uma viagem de riquexo, quando bem negociada, pode ir as 50 rupias, uma refeicao entre as 100 e as 200 rupias (desculpem, mas vao ter de ver a taxa de cambio :P), eles comem sempre vegetais (apesar de nem todas as pessoas serem vegetarianas) e sao baratos...

Ontem vi os meus primeiros elefantes na rua. Fiquei a olhar para eles, muito surpresa :P... Vacas ha por todo o lado, mas aquelas que eu vejo, estao sempre deitadas. Nunca tive uma situacao em que o riquexo tivesse de se desviar delas.

Ja tenho numero indiano: e o +91 9649177827. Quem quiser telefonar-me, esteja a vontade :). Atencao que ha uma diferenca de 5 horas (mais 5 horas) para aqui...


Fico a aguardar! :D